A plenitude da vida



A existência humana é marcada por um vazio, um sentimento de incompletude, a presença da ausência.

Esse espaço não preenchido é o que nos move em direção ao... desconhecido. Não sabemos exatamente o que queremos, mas queremos. Não sabemos exatamente o que sentimos, mas sentimos. E buscamos algo que nos complete e nos torne plenos.

Algo eficaz que satisfaça o anseio da nossa alma e finalmente preencha a lacuna do nosso ser.

Choramos, sorrimos, lutamos, desistimos, levantamos, caimos na tentativa de nos sentirmos plenos... Buscamos no mundo coisas que nos tragam momentos prazeros; construímos relacionamentos (e amamos) na expectativa de nos sentirmos amados; compramos, gastamos, obtemos, acumulamos...

Mas o tempo é o professor que nos chama à realidade e nos confronta com a dura verdade da vida terrena: É tudo vaidade! É tudo passageiro!

Chegam os momentos em que as coisas adquiridas perecem, os encantos perdem seu valor, os relacionamentos não superam as nossas expectativas... E lá está ele novamente: o vazio existencial, nos esmagando sem piedade.

Eu costumo dizer que esse vazio é a ausência de Deus na vida do homem. Sim! No Éden, Adão e Eva eram plenos em Seu Criador. Eles não precisavam de coisas ou pessoas (nem mesmo um do outro) para serem felizes. Deus era tudo o que eles tinham. A presença de Deus era o suficiente para eles.

Mas eles pecaram. E o pecado os separou de Deus. Essa separação trouxe o vazio existencial, a ausência da presença de Deus em suas vidas. E a partir de então, os seres humanos iniciaram seus esforços inúteis para tentarem preencher as suas vidas com coisas e pessoas imperfeitas.

E assim a história da humanidade se desenrola: com pessoas incompletas, tentando buscar a plenitude no mundo.

E aí está você, lendo este texto, e se perguntando se vale a pena existir diante desse dilema.

A minha resposta pra você é bíblica:

JESUS é o único que pode preencher plenamente o vazio da nossa alma:

"...Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede, mas o que beber da água que eu lhe der jamais terá sede. Mas a água que eu lhe der virá a ser nele fonte de água, que jorrará até a vida eterna." (Jo 4.13 e 14)

"Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede." (Jo 6.35)

O vazio do nosso ser é infinito. Jesus é infinito. Portanto, Ele é do tamanho do seu anseio. Ele pode te preencher e te fazer pleno. Ele pode saciar a sede e a fome da tua alma. Ele tem palavras de vida. Ele tem o amor que não acaba, que não trai, que não decepciona, que supera todas as nossas expectativas.

Ele é Deus. Ele é a Água da Vida e aquele que experimenta dEle jamais voltará a ter sede. Aquele que crê no Seu nome tem águas vivas fluindo do seu interior.

Pare de buscar em coisas e pessoas aquilo que só Cristo pode te dar! Chega de chorar por aquilo e aqueles que não valem a pena! Se for pra chorar e se for pra sofrer, que seja por Alguém que um dia já chorou e já sofreu por você!

Experimente Cristo e seja preenchido por Ele!